Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese



ONLINE
1




Partilhe este Site...

 

Verbo Encarnado, Amor Personificado

Deus viu a humanidade em seu estado de pecado,

Eternamente em miséria e condenado,

Embora o homem se rebelasse contra Deus,

Soberanamente por amor, Ele resgataria os Seus.

===//===

E pelo fato de tanto tê-los amado,

O Verbo que se fez carne foi espancado, zombado, torturado,

Humilhado, ignorado, rejeitado, açoitado,

E sem abrir a boca, ainda por amor, morreu crucificado.

===//===

Seria ele então na morte abandonado?

De modo algum seu plano redentor havia sido frustrado,

Pois ao terceiro dia, ele foi ressuscitado!

===//===

Quem confia nisso será, inocentado,

Porque o resgate por sua vida certamente já foi pago,

===//===

E então daremos graças por Ele ter nos resgatado,

E por Ele viveremos, estando sempre ao Seu lado!

 

Porque é tão difícil confiar naquele que morreu em seu lugar?

Alguém que você conhece morreria por você, HOJE, como Jesus morreu?



O Catolicismo Ensina a Salvação sem a Fé Bíblica
O Catolicismo Ensina a Salvação sem a Fé Bíblica

Olá caro leitor! Neste artigo pretendo expor alguns dos ensinamentos heréticos que a Igreja Católica ensina sobre a salvação.

Transcrevo aqui alguns dos ensinamentos dos Papas e da ICR sobre a salvação

Vejamos...

1º Afirmação

"CIDADE DO VATICANO, novembro 30, 2005 (Zenit.org). - Quem busca a paz e o bem da comunidade, com uma consciência pura, e mantém vivo o desejo de transcendência, será salvo, mesmo se ele não tem bíblica", diz Bento XVI.

Fonte: http://www.zenit.org/article-14695?l=english


2) Afirmação

"
§1260 "Sendo que Cristo morreu por todos e que a vocação última do homem é realmente uma só, a saber, divina, devemos sustentar que o Espírito Santo oferece a todos, sob forma que só Deus conhece, a possibilidade de se associarem ao Mistério Pascal." Todo homem que, desconhecendo o Evangelho de Cristo e sua Igreja, procura a verdade e pratica a vontade de Deus segundo seu conhecimento dela pode ser salvo. Pode-se supor que tais pessoas teriam desejado explicitamente o Batismo se tivessem tido conhecimento da necessidade dele.

Fonte: http://catecismo-az.tripod.com/conteudo/a-z/d/Deus-vontade.html


3) Afirmação

Durante uma discussão de grupo de líderes religiosos de todo o mundo, realizada na Assembléia Mundial de Ação de Graças, em Dallas, Texas, em março de 1999, o cardeal Francis Arinze, presidente do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso, é citado como segue:

     "(Um documento do Concílio Vaticano II) diz que a concessão de salvação de Deus inclui não apenas cristãos, mas os judeus, muçulmanos, hindus e as pessoas de boa vontade. Ou seja, uma pessoa pode ser salva, pode alcançar a salvação, mas com a condição de que a pessoa está aberta a ação de Deus. ... "...

     Robert Ashley, diretor de notícias da estação de rádio em Dallas KHVN-AM, pediu ao Cardeal Arinze: "Então, você ainda pode chegar ao céu sem aceitar Jesus?"

     Cardeal Arinze respondeu: "Expressamente, sim (ele ri com o público)."


     Fonte: "Se o próprio Deus deu a liberdade", artigo © 20 de março de 1999, por Brooks Egerton, redator do The Dallas Morning News, terceira edição, página 1G.

http://www.dallasnews.com/

O QUE A BÍBLIA NOS ENSINA SOBRE A SALVAÇÃO?

Quanto a questão de ser salvo sem a necessidade de fé bíblica, as Escrituras colocaam um ponto final tanto nesses ensinamentos mostrados acima quanto no Papa "infalível" com as palavras do próprio Jesus. Afinal, se o Papa é infalível em matéria de fé, ele não pode ensinar nada que seja econtrário às Escrituras, que são a VERDADE (Jo 17.17).

"Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que näo nascer de novo, näo pode ver o reino de Deus." (João 3.3)


Ninguém, jamais, "nasce de novo" sem a pregação do evangelho, e PONTO FINAL nessa história.

Além do mais, é o Espírito Santo quem SELA a pessoa para a salvação (Ef 1.13-14; 4.30; 2Cor 1.21) .... e quem garante a ressurreição e glorificação (Rm 8.11).

Como alguém pode nascer de novo, receber o Espírito Santo e ser feito filho de Deus sem a pregação do evangelho?

Prestemos atenção nessa sequência de versículos
...

"Como, pois, invocaräo aquele em quem näo creram? e como creräo naquele de quem näo ouviram? e como ouviräo, se näo há quem pregue? E como pregaräo, se näo forem enviados?" (Rm 10.14-15)


"De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Rm 10.17)


"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome[JESUS CRISTO]; os quais näo nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas da vontade de Deus." (João 1.12-13)

"[JESUS CRISTO] Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvaçäo; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. O qual é a garantia da herança até a redenção daqueles que pertencem a Cristo, para louvor da sua glória." (Ef 1.13-140


"Ora, é Deus que faz que nós e vocês permaneçamos firmes em Cristo. Ele nos ungiu, e nos selou como sua propriedade e pôs o seu Espírito em nossos corações como garantia do que está por vir." (2Cor 1.20-21)


"E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita." (Rm 8.11)


Agora eu pergunto... como é que alguém que não tenha ouvido o evangelho... crido em Jesus como Salvador... sido selado por Deus... comprado pelo sangue de Cristo e recebido o Espírito Santo pode ser salvo??

Salvação UNIVERSAL? TODOS serão salvos pelo que Jesus já fez então?

Nem pensar!

Para que a fé seja verdadeira, aquilo no qual ela é depositada tem que ser a coisa certa. Sem fé em CRISTO, o único objeto (ou alvo) correto de nossa fé, ninguém será salvo.

"Quem crê nele näo é condenado; mas quem näo crê já está condenado, porquanto näo crê no NOME do unigênito Filho de Deus." (João 3.18)


"E em nenhum outro há salvaçäo, porque também debaixo do céu nenhum outro NOME há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos." (Atos 4.12)


"Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu NOME" (João 1.12)


Acho que isso é suficiente para provar biblicamente que o NOME de Jesus é FUNDAMENTAL para que alguém seja salvo. Como alguém pode pedir algo a Deus "em nome de Jesus" se nunca ouviu falar dele?

Se podemos ser salvos sem a BÍBLICA, pra quê pregar o evangelho então? Pra quê bíblia? Pra quê igreja? Pra quê a MORTE DE CRISTO??

Além do mais...

"Estes [sinais/milagres], porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu NOME." (Jo 20.31)


Sem o conhecimento de Jesus, sem chance de salvação, para ninguém... como poderemos ter vida no nome de quem nem ao menos conhecemos??

Como podemos ser batizados em nome do Filho, se nem o conhecemos?

"E pela fé no nome de Jesus, o Nome o curou a este que vedes e conheceis; sim, a fé que vem por meio dele [JESUS CRISTO], deu a este, na presença de todos vós, esta perfeita saúde." (Atos 3.16)


Sem a fé em Jesus aquele homem poderia ter sido curado? Sem Jesus aquele homem poderia ter tido fé, se a fé vem por meio de Cristo?

"E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em NOME do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus." (1Cor 6.11)


Há justificação sem o conhecimento de Cristo?

"E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em NOME do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai." (Cl 3.17)


Como podemos obdecer a isso se não conhecemos o nome de Cristo?

"Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu NOME." (Hb 13.15)


Como podemos confessar o nome de Cristo se não o conhecemos?

E pra acabar...

"E o seu mandamento é este: que creiamos no NOME de seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, segundo o seu mandamento." (1Jo 3.23)


Devemos ressaltar que em Ef 1.13-14 é dito que o Espírito Santo é a garantia da redenção daqueles que pertencem a Cristo?

Quanto aos que não pertencem a Cristo, aos que não tiverem sido comprados pelo sangue do Cordeiro mediante a fé, mas tiverem obedecido pensando que suas obras serviriam para alguma coisa no tocante a sua própria salvação, naquele dia ouvirão de Cristo "Apartem-se de mim! Eu NUNCA os conheci". Obediência sem o pleno conhecimento do Salvador não salva ninguém.

E mesmo que alguém conheça o NOME isso não é suficiente. É preciso ter FÉ, ou melhor, CONFIANÇA no Nome de Cristo, e na suficência de Sua obra como o único ato de obediência suficiente para salvar o homem perfeitamente. Essa é a fé bíblica...

Como podemos ser salvos sem a fé bíblica (que inclui o NOME DE CRISTO) se essa FÉ é essencial para a salvação?? Se a fé bíblica é, na verdade, o reconhecimento da condição pecaminosa em que nos encontramos e de nossa impossibilidade de termos algum mérito diante de Deus, como poderemos reconhecer nossa condição de condenados perante Deus sem essa fé?

Como poderemos ser salvos sem a fé bíblica, se a essa fé é a confiança plena naquilo que Cristo já realizou em nosso favor na cruz, como suficiente para nossa aceitação perante Deus??

Essas perguntas merecem uma reposta.

Essa é uma questão que merece uma resposta, sabem porque?

"Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja amaldiçoado." (Gl 1.8)

O Sr. Bento XVI está claramente pregando um "outro evangelho". E, segundo as Escrituras, ele é digno de maldição por causa disso.


Agora vejamos novamente as palavras do Papa...

Quem busca a paz e o bem da comunidade, com uma consciência pura, e mantém vivo o desejo de transcendência, será salvo, mesmo se ele não tem fé bíblica", diz Bento XVI.

Sinceramente... só um cego não enxerga o erro absurdo nas palavras desse homem. Ele diz escancaradamente que o conhecimento de Cristo é "DESNECESSÁRIO" para a salvação!!

Desejo de transcendência?? Se for assim, espíritas, budistas, umbandistas, hinduístas e todos aqueles que "sinceramente" buscam o Ser Divino serão salvos.

Façam um favor a si mesmos meus amigos católicos... parem de confiar nas palavras desse "papa(i)" terreno, e passem a dar crédito somente às palavras do PAI CELESTIAL.

Sejam humilde e reconheçam o erro desse homem.

2 Pedro 2

1 E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduziräo encobertamente heresias de perdiçäo, e negaräo o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdiçäo.
2 E muitos seguiräo as suas dissoluçöes, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.


O que eu vejo nas palavras de Bento XVI é exatamente isso.... negação do Senhor que nos resgatou (Jesus Cristo) quando deixa de lado a necessidade de conhecer quem ele é, e blasfêmia contra o Caminho da Verdade (JESUS é o Caminho e a Verdade) pois ele deixou de ser FUNDAMENTAL para a salvação do homem, segundo as palavras do próprio Bento XVI.

LOBO em pele de CORDEIRO.

Roubar dinheiro do povo por parte de alguns pastores protestantes é revoltante de fato, e quanto a isso eles também se entenderão com Deus algum dia, mas negar que a fé bíblica seja NECESSÁRIA para a salvação do homem, isso é blasfêmia sem tamanho.

Há católicos que discordam disso, argumentando:


""Alguns textos bíblicos (cito dois; Salmo 19 e Romanos 1.20 - 2.16)mencionam que os antigos (antes da revelação escrita) conheceram a Deus pela criação e pela revelação no seu interior. Podendo a partir nessa revelação definir e distiguir a divindade, estabelecer princípios de moral e ética, e de justiça e retidão. E para Deus esse conhecimento é tão real e suficiente que será usado no dia do Juízo. A revelação da sua vontade veio pelas Sagradas letras e a revelação perfeita de Deus é Cristo. “havendo Deus antigamente falado de muitas maneiras... agora falou-nos pelo Filho“ (Hebreus 1.1)."

E eu respondo a isso, novamente, usando as Escrituras.

Com a sua frase sublinhada acima eu concordo plenamente, porém esse conhecimento "tão real" não é "SUFICIENTE" para salvar, e não salvará ninguém se não incluir a em Cristo.

Sobre essa argumentação, vou deixar Paulo nos responder. Vamos avaliar o seguinte ponto...

Romanos 2

11 Porque, para com Deus, näo há acepçäo de pessoas (1).
12 Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também pereceräo (2); e todos os que sob a lei pecaram, pela lei seräo julgados (3).
13 Porque os que ouvem a lei näo säo justos diante de Deus, mas os que praticam a lei häo de ser justificados (4).
14 Porque, quando os gentios, que näo têm lei, fazem naturalmente as coisas que säo da lei, näo tendo eles lei, para si mesmos säo lei (5);
15 Os quais mostram a obra da lei escrita em seus coraçöes (5), testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os;
16 No dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo, segundo o meu evangelho (6).


Vamos considerar os pontos aqui:

1) Deus não salva uns de um jeito e outros de outro. Só isso já é suficiente para destruir seus argumentos de que alguns podem ser salvos SEM A BÍBLICA em contraste com os que forma salvos por essa nas Escrituras;


2) Os que "sem lei pecarem, sem lei perecerão" nos mostra que mesmo sem a Lei mostrada na bíblia, a pessoa "perecerá" por causa de seu pecado, segundo Romanos 6.23, que diz que "o salário do pecado é a morte";


3) Os que "sob a Lei pecarem, sob a Lei serão julgados" nos mostra que a Lei será um parâmetro pelo qual os homens serão julgados. E segundo Rm 3.23 (Todos Pecaram!) vemos que todos estão sujeitos à punição justa e devida (MORTE - Rm 6.23);


4) Quem "ouve" a Lei não é justo diante de Deus, mas os que a praticam hão de ser justificados. Aqui é importante ressaltar duas coisas:


1) Paulo está num discurso crescente. Não podemos considerar esse versículo isoladamente sem considerar os próximos. Não há obediência perfeita à Lei em ninguém (Rm 3.10), pois qualquer que tropeçar num só ponto a quebra por completo (Tg 2.10) e ainda, "Deus encerrou a TODOS debaixo da desobediência (Rm 11.32);

2) Sendo assim, o versículo 13 de Rm 2 nos mostra que a Lei só justificaria alguém se houvesse perfeita obediência a ela durante toda a vida, ou seja, impossível! Isso só foi possível para Jesus, porque ele era Deus, perfeito e sem inclinação pecaminosa. Paulo não abre uma brecha pra dizer que a Lei justifica (na verdade se fosse isolar esse versículo do contexto, é isso o que ele quer dizer), mas quando analisamos os restante de seus argumento, logo no versículo seguinte, e no capítulo 3 de Rm, vemos claramente que "ninguém obedece à lei perfeitamente".

" Logo, a lei é contra as promessas de Deus? De nenhuma sorte; porque, se fosse dada uma lei que pudesse vivificar, a justiça, na verdade, teria sido pela lei." (Gl 3.21)


Não nos esqueçamos que a "lei" citada em Romanos é a mesma de Gálatas, portanto...

"Sabendo que o homem näo é justificado pelas obras da lei, mas pela em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela em Cristo, e näo pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada." (Gl 2.16)


O homem é justificado "pela " em quem? Em Jesus Cristo! Portanto, sem o nome de Jesus Cristo, ou melhor, sem a BÍBLICA, sem chance de salvação para quem quer que seja.


5) Os gentios, "que não têm lei" dada oficialmente a eles, mostram a lei NATURAL de Deus escrita em seus corações, portanto, são indesculáveis em dizer que "não sabiam" o que era o mal ou o bem, pois "sua consciência os acusa ou defende", e agora se enquadram no "os que sob a lei pecaram" sendo "lei para si mesmos", porque Deus colocou Sua lei natural no coração de TODOS de modo que ninguém seja inocentado de seus pecados quando for julgado.


6) Os homens serão julgados "segundo o evangelho". Portanto meu amigo, essa sua "inútil tentativa" de defender o que sua igreja diz, cai por terra aqui. 


Católicos ainda argumento sobre a possibilidade da salvação de um índio que nunca foi evangelizado sem a pregação do evangelho.


O índio não será julgado pela lei judaica, mas sim pela lei natural de Deus escrita em seu coração. E lembremo-nos que Deus não julga uns de um jeito e outros de outro. Portanto, eo índio será culpado por suas falhas no final das contas.

O que Paulo expõe em Romanos 2 é exatamente contrário ao que o catolicismo ensina. Alguém quer discordar de Paulo??

Eu pergunto "pra que evangelizar" se não precisam de bíblica? Se o que o catolicismo ensina for verdade, seria melhor deixar os índios como eles estão para eles serem salvos pelo seu conhecimento limitado de Deus.

Ensinando a verdade a eles eles serão culpados se não a acatarem... não ensinar a verdade, os torna passíveis de salvação do jeito que eles estão. Não há necessidade de obedecer à Grande Comissão então.

E pra que ir para o Afeganistão, se os muçulmanos serão salvos sem aceitar a Jesus, como disse o querido Cardeal Arinze, com o qual o Papa Bento XVI condorda?

Portanto, sejamos bíblicos em nossos argumentos, e por favor, paremos de defender algo extra-bíblico, criado por homens, que vai CONTRA aquilo que Deus diz.

Não é porque nossa mente limitada não consegue entender como fica a questão da salvação para quem não ouve o evangelho que podemos afirmar barbaridades tais quais o catolicismo ensina.

É isso que é chamado de "VERDADE" segundo a ICR?

Jesus disse que a Palavra é a VERDADE (Jo 17.17). Qualquer coisa que vá contra ela, é MENTIRA, e bem sabemos quem é o pai da mentira!

Na verdade, é exatamente naquilo que os católicos ensinam que ele quer que as pessoas acreditem.

Que homens não são "tão maus" assim. Que podem ser salvos por sua sincera obediência e disposição do coração em buscar o ser superior e transcendente.... QUE ENGANO!

Se fosse assim antes de Cristo, pra quê ele teria vindo?

Só pra ensinar o homem a "se salvar"? Ou será que de fato ele veio para pagar os pecados do homem que o homem jamais poderia pagar por conta própria? 

Se a segunda opção é verdadeira, e as Escrituras dizem que sim, então o catolicismo romano está errado e seu ensinamento é tão falso quando nota de 2,5 reais. Como uma religião pode se dizer cristã, seguidora de Cristo, se afirma que não há necessidade de se conhecer o savador, Jesus Cristo, e sua obra redentora?

Sem que o homem aceite esse pagamento, ele morrerá em seus próprios pecados sem Cristo.

"Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocaräo aquele em quem näo creram? e como creräo naquele de quem näo ouviram? e como ouviräo, se näo há quem pregue? E como pregaräo, se näo forem enviados?" (Rm 10.13-15)

"Disse-lhes Jesus: Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14.6)

Essa mensagem do catolicismo beira mais ao universalismo e ao ecumenismo do que qualquer outra coisa, diminuindo a importância da pregação de Jesus Cristo, pois a consideram "desnecessária" ou ainda "secundária" para a salvação de quem quer que seja.

Que Deus abra os olhos daqueles que se encontram em meio ao erro.

Fiquem na Paz de Cristo!